quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Mais HDMI

Seguem abaixo algumas considerações postadas no fórum Az-World sobre o funcionamento da saída HDMI do Lexuz F-40 e seu desempenho em televisões LCDs.

- No Brasil a resolução/quadros por segundo que a transmissora nos manda é melhor visualizado em NTSC, pois não há necessidade de conversão por parte do F-40 para mandar para a TV (o que já ocorre se você escolher PAL). Prefira NTSC sempre, tanto com HDMI quanto com RCA.

- O F-40 gera NTSC e PAL (europeu, não é PAL-M brasileiro). Se colocar ele em PAL e usar a saída HDMI, muitas TVs irão entender o formato como incompatível e não mostrarão a imagem. Escolha NTSC que a imagem e o som funcionarão perfeitamente.

- Com o cabo HDMI o F-40 só gera 480i (em NTSC), não tem como mudar isso. Os 480 já não são muito bons (seria melhor se fossem 720, por exemplo) mas até tolerável porque a imagem (canais não HD) que recebemos da transmissora é assim também. Agora o "i" é um problema: isso significa interlaced (a imagem poderia ser realmente bem melhor se fosse 480p, "p" é progressive scan). E aí está o grande problema para muita gente: algumas TVs (até mesmo algumas full de 1a linha) que processam muito mal o interlaced. Se a sua TV for uma dessas, a imagem em HDMI vai ficar sempre bem pior que em RCA. O problema não é o F-40, mas sim a TV. Isso acontece, por exemplo, com uma LCD Full Samsung Série 6.

- Se a sua TV for boa/razoável com interlaced, a imagem com cabo HDMI vai ser melhor que com o cabo RCA. Basta dar uma regulada tanto no F-40 quanto na sua TV nos níveis de contraste, brilho, luz de fundo, etc. (isso é meio a gosto, mas os padrões normalmente desagradam a maioria).

- Quem usar o HDMI como no ponto acima vai melhorar a imagem, mas ela vai melhorar por inteiro: o que está bom e o que está ruim! Ou seja, você começará a ver melhor também os defeitos da imagem original enviada pela transmissora. O problema não é o F-40 e nem a TV e sim a imagem que recebemos. Aí só tem 2 opções: ou você acostuma (não é difícil, porque tem hora que a imagem vai estar boa e outras que vai estar ruim) ou você assiste de longe sua TV. Isso fica mais crítico quanto maior for sua TV. Por exemplo, em uma 47" a 2,20m é um pouco ruim. Já com uma 32" ou 40" ficaria bem melhor. Mas quando a transmissora envia imagens melhores, principalmente em animações, a imagem fica muito melhor. Já em filmes antigos e futebol, a imagem fica bem pior.

- Quem normalmente quem acha a imagem por RCA melhor que por HDMI é porque se incomoda muito com o escrito no ponto acima. O mesmo problema acontece com o RCA, mas como ele é ruim, acaba não mostrando tanto os defeitos e dá uma impressão de melhor imagem. Mas é certo, o RCA piora a definição, cores, dá uma impressão de levemente nublado, etc. Mas se você prefere RCA mesmo assim, então, não economize no cabo: esqueça o cabinho que vem junto com o F-40 e compre um cabo RCA realmente bom, com boa bitola, contatos banhados em ouro e o mais curto possível. Ao menos assim você terá a melhor imagem possível usando um RCA.

- Quem usa HDMI e tem TV de plasma (principalmente as mais simples, não full), terá imagens melhores. É característica da tecnologia: ela não mostra tanto os defeitos enviados pela transmissora. A imagem tende a ser melhor numa plasma que numa LCD para imagens ruins, como as que recebemos das transmissoras atualmente.

- Se você for usar HDMI, não é necessário comprar um cabo HDMI caro. Um cabo simples, genérico, de até 2,00m serve muito bem. Pois é digital e a resolução que o F-40 gera é baixa (480). Um cabo HDMI de melhor qualidade, caro, só é conveniente quando for passar 1080p e som 5.1 ou tem que ter muitos metros.